Tell a Friend

                          MCN: WDTU3-2DPGH-J6KC6

  Dicas de filosofia para a vida:

Através da filosofia erudita ou popular, religiosa ou política berramos para atingir os ouvidos surdos e incautos.


Filosofia: amor e respeito pelo saber. A compreensão da Realidade, no sentido de aprendê-la na sua totalidade.

A Filosofia busca a Compreensão da Realidade.

Realidade = real + idade

Realidade: tudo que existe em todos os tempos.

Cada escola filosófica, cada filósofo, com o seu amor e respeito ao saber, explicou de sua maneira a Realidade.

Convido você para fazermos uma síntese do conhecimento existente sobre Realidade.

Ainda existe e existirá espaço para novas explicações sobre a Realidade.

Filosofia, a compreensão da Realidade a serviço da Felicidade.



O simples, o complexo e a síntese constituem a sequência lógica do conhecimento e da sabedoria.

O operário conhece e executa o simples;

O especialista se ocupa do complexo;

O sábio conhece o simples, o complexo e promove a síntese



Iniciamos a nossa página de filosofia com o amor segundo Platão

Leia de baixo para cima

                                                              Amor à beleza em si. A passagem do amor mundano para o amor espiritual.

                                                                                Amor pela ciência, pelo conhecimento e pela compreensão.

                                                       Amor às instituições belas e justas: governo, religião, cultura, etc.

O amor dedicado a todas as práticas belas: justiça, integridade, bondade e consideração.

                         O amor dedicado ao interior de todas as pessoas.

          O amor entre todas as formas físicas e belas.

    O amor entre duas pessoas.



O primeiro degrau da escada, a base, é o amor entre duas pessoas.

O último degrau é o amor à beleza em si, a passagem do amor mundano para o amor espiritual.

O amor segundo Platão não é o tão propalado amor impossível. O amor explicado por Platão é o amor pleno. 




Para Aristóteles, no seu livro Ética e Nicômaco: “A felicidade não está ligada aos prazeres ou as riquezas, mas a atividade prática da razão”

“Já para Baruch Spinosa, no seu livro Tratado da Correção do Intelecto: “A felicidade não é um prêmio da virtude, é a própria virtude”

 

A felicidade e um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico.

As pessoas confundem o prazer com a felicidade. O prazer é uma satisfação em curto prazo, enquanto a felicidade é durável.

 
 
A felicidade mora em um grandioso castelo chamada alma. Esse grande castelo tem como hóspedes de honra a família, o trabalho e a natureza.
  Site Map